Cirurgia de Glaucoma: Causas, Sintomas, Tratamento e Riscos

O QUE É GLAUCOMA

O glaucoma é uma doença que afeta o nervo óptico, também conhecido como “Neuropatia Óptica Glaucomatosa”. Doença não contagiosa, onde o principal fator de risco para seu aparecimento é a pressão intra-ocular (PIO) elevada, mas não existe uma relação causal direta entre um valor determinado de pressão intra-ocular e o aparecimento do glaucoma. Por este motivo, alguns indivíduos manifestam a doença com pressão intra-ocular baixa e outros com a pressão intra-ocular alta, no entanto nem todo paciente com PIO alta manifesta glaucoma.

Contudo, é importante informar que a PIO varia nas 24h do dia, podendo estar baixa em determinados períodos e elevada em outros. Por se tratar de uma doença crônica e irreversível, o diagnóstico e o tratamento precoce são importantes para evitar danos à visão e evolução para cegueira.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico do glaucoma é feito pelo Oftalmologista, através de consultas regulares, com a medida da pressão intraocular (tonometria), análise da câmara anterior (biomicroscopia), análise do ângulo de escoamento do humor aquoso (gonioscopia) e análise do nervo óptico (fundoscopia com biomicroscopia de papila).

Em casos suspeitosos deverá ser realizado campimetria computadorizada, paquimetria, curva de pressão intraocular e a tomografia de coerência óptica (OCT). A tomografia de coerência óptica é fundamental para uma análise morfológica da camada de fibras nervosas da retina, o que auxilia o diagnóstico precoce da doença.

TRATAMENTO

O tratamento inicial mais indicado, em geral para os pacientes portadores de glaucoma de ângulo aberto, é o uso de medicação ocular (colírios). Mesmo em pacientes com a pressão intraocular normal, o tratamento é reduzir a PIO. Nos casos em que a terapia tópica não resolve, e em alguns tipos de glaucoma, podemos optar pelo tratamento a laser (iridotomia com yag- laser ou trabeculoplastia a laser).

A cirurgia está indicada quando os tratamentos anteriores não foram suficientes para controlar a doença. No glaucoma congênito a indicação é sempre o tratamento cirúrgico e o mais precoce possível.

Por ser uma enfermidade que acomete o nervo óptico e causar danos irreversíveis, o tratamento não melhora a visão e nem regride a doença, no entanto dependendo do estágio que seja diagnosticado e iniciado o tratamento, a doença pode manter-se estável, sem causar danos maiores à visão. O glaucoma não tem cura, mas tem tratamento e controle.

A Americas OftalmoCenter, clinica especializada em Oftalmologia, realiza a cirurgia de glaucoma na Barra – Rio de Janeiro. Agende sua consulta!

TRATAMENTO PARA GLAUCOMA NO RIO DE JANEIRO

Marque sua consulta com um de nossos especialistas

Quero agendar minha consulta
Clique Aqui para marcar uma consulta pelo Whatsapp